Granfondo Lisboa 2019
2019 Gran Fondo Lisboa
GranFondo > A Prova > 2019 Gran Fondo Lisboa
A Prova
Menu
Programa
Localização
Partida e Chegada
Perfil
Dinâmica
Mapa Percurso
Percurso GPX
Lista Inscritos
Programa

Sábado 06 de Abril 2019


10:00-20:00 Bike Expo e Stands

10:00-19:30 Secretariado: Receção dos atletas e entrega do Kit de Participação

10:00 Inicio atividades para crianças (Academia da Volta)

20:00 Encerramento

Domingo 07 de Abril 2019


06:30-7:30 Secretariado: Receção dos atletas e entrega do Kit de Participação

07:30 Abertura das boxes de saída na área de partida

08:00 Partida Granfondo Lisboa

10:00 Abertura do Food Court

10:00-17:00 Bike Expo e Stands

10:00-16:00 Funcionamento Academia da Volta

12:00 Chegada prevista dos primeiros atletas Gran Fondo

12:00-16:00: Almoço Convívio no final da Prova

15:30 Cerimónia de Entrega de Prémios

Parque das Nações - Lisboa

O Parque das Nações foi construído para sediar a Exposição Mundial de 1998, mais conhecida como Expo 98, cujo tema foi “Os oceanos: um património para o futuro”. Esta exposição é uma grande feira mundial que reúne dezenas de países e empresas e acontece desde 1851. 

Para sediar a feira, a cidade de Lisboa desenvolveu um grande projeto de urbanização e requalificação para transformar uma antiga zona degradada na costa leste do seu território, à beira do Rio Tejo, numa das áreas mais interessantes da cidade.

A forma mais prática de chegar ao Parque das Nações é de metro até a Estação do Oriente, que faz parte da linha vermelha, a mesma que leva ao Aeroporto de Lisboa. A Gare do Oriente, como também é chamada, é uma das principais estações da cidade e dela partem trens (comboios) para diversas cidades de Portugal. A estação também serve como um terminal rodoviário, com diversas linhas de autocarro para outras partes da cidade e seus arredores.

A arquitetura da estação é uma verdadeira obra de arte, com uma grande estrutura de ferro, aço e vidro. Ela foi projetada pelo arquiteto e engenheiro espanhol Santiago Calatrava.

O parque também funciona como um museu à céu aberto, com dezenas de obras de arte, como esculturas, pinturas, mosaicos nas calçadas e intervenções urbanas. 

Pavilhão do Conhecimento - Parque das Nações
Granfondo Lisboa
Muro do Lexim
Últimos Km - 1º Troço Cronometrado
Sprint Lisboa
Dinâmica

8:00 a.m.
HORA DE PARTIDA 

Horário imposto para a passagem da prova se efectuar mais cedo em determinados pontos do percurso.

 

KM 0 – KM 32
PERCURSO COM VELOCIDADE CONTROLADA

A colocação da Roda Livre ao km 32 (após o cruzamento de Belas) foi a única solução aprovada pelas autoridades para ultrapassar a cintura urbana contínua e densamente povoada que se situa a norte de Lisboa.

Dadas as características deste sector, quase sempre plano, com bom piso e sem grandes obstáculos, a organização irá tentar manter um ritmo que permita o pelotão fluir junto, mas sem atropelos (média aproximada de 20 -25 km/h).

 

KM 32 – KM 88
RODA LIVRE

O cronómetro contará desde o km 0, continuando a contar após a Roda Livre para apurar o tempo do 1º Sector Cronometrado que termina no Sobral de Montagraço, onde estará instalada uma Meta com a contagem do tempo.

O tempo efectuado à chegada a este ponto apurará a Classificação Final e os pódios do Granfondo Lisboa 2019.

 

KM 88 – KM 117
SECTOR NEUTRALIZADO

Após a chegada a Sobral de Montagraço, onde estará instalado o 2º Reabastecimento sólido e líquido, os participantes entrarão num sector neutralizado, onde:

    • Continuarão em Roda Livre, ou seja, a dinâmica é em tudo comum a qualquer outro Granfondo apenas com a particularidade do cronómetro não estar a contar. Os atletas poderão parar ou não no reabastecimento, esperar ou não pelos companheiros e adotar o ritmo mais conveniente, desde que entrem no 2º sector cronometrado antes da hora limite (13:30 h). A organização não obrigará nenhum atleta a parar, nem haverá andamento controlado.
    • O facto de ser neutralizado não quer dizer que a segurança seja minimizada. A passagem dos atletas continua a ser enquadrada pelas forças de segurança e pelo dispositivo da organização.

O facto deste sector ser neutralizado prende-se com a necessidade de todos os participantes terem mais presente e mais condições para cumprirem uma das principais regras que deve ser respeitada em todo o percurso e que está subjacente a todos os Granfondos em todo o Mundo. Os participantes devem cumprir as Regras do Código da Estrada, nomeadamente terem de respeitar a sua mão e parar para dar prioridade a outros veículos. Fazendo este sector neutralizados e sem cronómetro, todos os participantes poderão cumprir esta regra básica sem serem penalizados e sem terem a pressão do cronómetro. Isto não quer dizer que este sector esteja desprotegido das forças de segurança que enquadram a prova, antes pelo contrário. Os principais cruzamentos ou locais onde os atletas poderão ter de parar (por breves momentos) para dar passagem a outros veículos ou por outras razões de segurança, serão enquadrados por forças de segurança.

 

KM 117 – KM 128
2º SECTOR CRONOMETRADO – SPRINT GF LISBOA

Ao km 117 os participantes entrarão na faixa Norte – Sul do IC2, uma via com o perfil de autoestrada que estará encerrada excecionalmente para a passagem do GF Lisboa. Este ponto marca o início do 2º setor cronometrado que terminará na Meta, instalada na Av. D. João II junto ao Campus da Justiça. Todo este sector será efectuado em estradas. Um pequeno percurso de ligação neutralizado (700 m) ligará a meta e o Pavilhão do Conhecimento, onde estarão instaladas todas as estruturas de recepção aos atletas.

Este 2º Sector Cronometrado, chamado SPRINT GF Lisboa terá uma classificação própria, tendo como base as mesmas categorias das outras classificações.

Embora possa ter alguma semelhança com a dinâmica de um contrarrelógio, não poderá ser rigorosamente designado como tal, já que a entrada dos atletas no sector cronometrado é feita sem paragens, podendo os atletas iniciar e efectuar todo o percurso em grupo.

 

 

Mapa Percurso
Lista Inscritos